domingo, 29 de maio de 2011

Tags que ganho de presente

Meus agradecimentos ao psp_assinaturas_e_tutoriais,Teca e Menezes que me deram estas lindas tags de presente
Não esrão todas aqui mas as colocareiem meus escritos e poemas Meus agradecimentos

















































quarta-feira, 25 de maio de 2011

Projeto destaca o resgate à tradição judaica e o combate à intolerância




Plenarinho IV - Palácio da Inconfidência - ALMG - Rua Rodrigues Caldas, nº 30 - Bairro Santo Agostinho - Belo Horizonte
Pessoas:Liza Prado (deputada estadual PSB/MG), Pompílio Canavez (deputado estadual PT/MG), Almir Paraca (deputado estadual PT/MG), João Leite (deputado estadual PSDB/MG), Convidados
Data:25 /05 /2011
Fotógrafo:Alair Vieira


O projeto, que teve início em 2010, é uma parceria entre o Laboratório de Arqueologia da UFMG e o Instituto Histórico Israelita Mineiro. Na avaliação do deputado Almir Paraca (PT), que solicitou a realização da audiência, o projeto é uma iniciativa importante para o conhecimento da historiografia do Estado, além de tratar de um tema importante que remete a questões atuais como o respeito à diversidade.
A deputada Liza Prado (PSB) e o deputado Pompílio Canavez (PT) também apoiaram a iniciativa, a qual possibilita o conhecimento da identidade e da história de muitos municípios mineiros que receberam os judeus perseguidos pela inquisição.
Eles também ressaltaram o fato de o trabalho atuar no combate ao preconceito e no respeito à adversidade. Já o deputado João Leite (PSDB) lembrou das perseguições sofridas pelos judeus aos longo da história. "É uma oportunidade de ter acesso e conhecer uma parte da nossa história até então desconhecida", comentou o deputado.
O projeto - Durante a audiência, o coordenador do projeto, Carlos Magno Guimarães, explicou em que consiste a pesquisa, que, na sua avaliação, é um trabalho de grande relevância para o patrimônio histórico mineiro. Ele afirmou que o projeto consiste no levantamento de dados e informações através da análise da documentação produzida no processo inquisitório, bem como daquela gerada pelo Estado colonial português.
O professor também explicou que essas informações são cruzadas, através da criação de um banco de dados, de maneira a identificar, geograficamente, os locais em que os judeus perseguidos se estabeleceram em Minas Gerais. " A partir dessa identificação queremos fazer um trabalho de campo com pesquisas arqueológicas", comentou o pesquisador.
Guimarães também considerou que a análise dos documentos e informações levantadas remete a uma trágica realidade, pautada pela intolerância e perseguição ao povo judeu. Ele ressaltou, por exemplo, o fato de que muitas pessoas, que denunciavam as famílias judaicas escondidas, agiam motivadas pela ascensão, e pela possibilidade de receberem certos benefícios, através do confisco de bens e propriedades que era feito.
O pesquisador também lembrou que hoje já se sabe que os chamados cristãos novos, denominação dada aos judeus que foram obrigados a se converter na época da inquisição, estiveram presentes em quase todas as atividades que resultaram no desenvolvimento do Estado, entre elas a agricultura, mineração e atividade mercantil.
Para Guimarães, o projeto possibilitará o conhecimento da origem de muitos costumes judaicos, além da descoberta de possíveis sítios arqueológicos, entre os quais estariam incluídas as cidades de Sabará, Paracatu e Ouro Preto. O deputado João Leite lembrou que a recuperação desses prováveis sítios arqueológicos são fundamentais para o resgate da história oral e da cultura judaica.
O presidente do Instituto Histórico Israelita de Minas Gerais, Jacques Ernest Levy destacou o trabalho da entidade na preservação da cultura e da presença judaica no Estado. Segundo ele, o Instituto foi fundado em 1984 e hoje conta com uma biblioteca com mais de 7 mil títulos, 250 periódicos, uma revista, além de vídeos, documentos, exposições e palestras que retratam as tradições do povo judeu.
Para o presidente da Federação Israelita, Marcos Brafman, o instituto histórico mostra que muitas temáticas que são recuperadas pelo projeto, entre as quais a defesa pela tolerância, a igualdade e a liberdade, são extremamente atuais .
Ao fim da reunião, a deputada Liza Prado teve um requerimento provado, em que solicita ao Instituto Histórico Israelita o envio das informações levantadas pelo projeto sobre a história judaica, de maneira a divulgá-las junto aos arquivos públicos estaduais.
Outros requerimentos - Também foram aprovados outros dois requerimentos. O primeiro, dos deputados Almir Paraca e Pompílio Canavez e da deputada Liza Prado solicita a realização de audiência pública das Comissões de Assuntos Municipais e Regionalização, Saúde e Segurança Pública, para discutir os problemas causados pelo uso de entorpecentes como o crack e o oxi. O segundo, da deputada Liza Prado, é para que sejam enviadas aos deputados dessas comissões as notas taquigráficas de todas as reuniões da Assembleia sobre as questões das drogas nos cenários Estadual e Federal.
Presenças - Deputados Almir Paraca (PT), presidente; Pompílio Canavez (PT), João Leite (PSDB), Sebastião Costa (PPS), e deputada Liza Prado (PSB). Também compareceram à audiência o diretor e a vice-presidente do Instituto Histórico Israelita Mineiro, Leon Menache e Maria Antonieta Cohen, e Hélcio Emiliano Moreira, da Igreja Batista do Barro Preto.


Responsável pela informação: Assessoria de Comunicação - www.almg.gov.br

1.Como se forma um paradigma?

Excelente recomendo

A ARTE DE CALAR

 

"O silêncio é um momento vivificante de graça, em que a criatura se cala, mas o espírito fala"
Calar sobre sua própria pessoa, é humildade.
Calar sobre os defeitos dos outros, é caridade.
Calar quando a gente está sofrendo, é heroísmo.
Calar diante do sofrimento alheio, é covardia.
Calar diante da injustiça, é fraqueza.
Calar quando o outro está falando, é delicadeza.
Calar quando o outro  espera um palavra, é omissão.
Calar e não falar palavras inúteis, é penitência.
Calar quando não há necessidade de falar, é prudência.
Calar quando DEUS nos fala no coração, é silêncio.
Calar, diante do mistério que não entendemos, é sabedoria.

Arrependo-me muitas vezes de ter falado, nunca de me ter calado. Seja dono de sua boca para não ser escravo de suas palavras. Cuide da palavra. É da essência da palavra, tornar-se realidade. Palavras como: "péssimo", "infeliz", "desgraçado"..., podem voltar-se contra você e infelicitar a sua vida.

Repetidas, mais fortes ainda tornam-se os seus efeitos. Tenha cuidado. Fale somente o que é bom. Quando não puder falar o que é bom, cale-se. Ter a fala disciplinada é conquistar segurança e grandeza de espírito.
Aprenda a falar com Jesus em seu coração, e em sua mente ele se manifestará. 

Sabedoria dos Mestres 

“VARGINHENSES SE MOBILIZAM CONTRA SAÍDA DAS IRMÃS FRANCISCANAS DO LAR SÃO VICENTE DE PAULO”


Demétrio Junqueira Figueiredo
MÉDICO VETERINÁRIO  - CRMV-MG 8467
(35) 8829-9188

“VARGINHENSES SE MOBILIZAM CONTRA SAÍDA DAS IRMÃS FRANCISCANAS DO LAR SÃO VICENTE DE PAULO”

Existe hoje em Varginha um movimento social em defesa da permanência das “Irmãs Franciscanas” na coordenação das atividades desenvolvidas pelo “Lar São Vicente de Paulo”. Formado por diversos representantes do mais variados setores da sociedade civil varginhense, entre eles, diversos vicentinos, servidores públicos, profissionais da área da saúde e profissionais liberais, tal debate vem se ampliando na comunidade local.
                Tal movimento surgiu quando a atual diretoria do Lar rompeu contrato de mais de 16 anos com a “Congregação das Irmãs Franciscanas Hospitaleiras da Imaculada Conceição”.  A diretoria alegou questões financeiras e a necessidade de contratar um administrador para gerir a entidade.
                Segundo membros do movimento, o “Lar São Vicente de Paulo sempre foi e continua sendo uma referência em atendimento aos idosos mais fragilizados de nossa sociedade”. A argumentação de profissionalizar a gestão do Lar, não exclui a coordenação legítima das Irmãs. “Entendemos que a tarefa de administrar e gerir financeiramente a entidade é da diretoria e ao contrário do que vem sendo dito, a ruptura não foi consensual, e as irmãs hoje se sentem desprestigiadas com a atitude dos diretores”.
Segundo os propositores do debate, as Irmãs são verdadeiras embaixadoras do Lar, e possuem atributos humanitários e de legitimidade social insubstituíveis.
                Outro argumento que pesou neste debate foi o fato das diversas fontes de recursos, oriundos de aluguéis como exemplo, não serem repassadas diretamente a entidade, sendo geridos por órgãos superiores da SSVP. Houve consenso entre todos que “A sociedade São Vicente de Paulo” é digna da mais alta credibilidade social em toda sua extensa rede de atuação, porém tal medida vem contrariando inclusive setores da própria organização.
                Um abaixo-assinado em defesa da permanência da Irmãs vem correndo a cidade e paralelamente, o Ministério Público acompanha o caso.
                Na Quarta-Feira, 25 de Maio, as 12hs, acontecerá uma visita ao Lar São Vicente de Paulo, e para tal, toda a comunidade está sendo convidada para conhecer a excelência dos serviços prestados pelas religiosas aos idosos ali residentes e definir as próximas ações do movimento.


Demétrio Junqueira Figueiredo
MÉDICO VETERINÁRIO - CRMV-MG 8467
 Autoridade Sanitária Estadual - VISA - Masp 1194544-1
Secretaria de Saúde do Estado de Minas Gerais - GRS Varginha

Migração de judeus para a Minas colonial é tema de audiência



Aconteceu hoje

Migração de judeus para a Minas colonial é tema de audiência

-- 
Assessoria de Imprensa ALMG

A migração de judeus para o Estado no período colonial é o tema de um projeto que será apresentado na quarta-feira (25/5/11), às 10 horas, em audiência da Comissão de Assuntos Municipais e Regionalização. Requerida pelo deputado Almir Paraca (PT), a reunião está marcada para o Plenarinho IV da Assembleia Legislativa de Minas Gerais.
O projeto "Inquisição em Minas Gerais no Século XVIII: do Banco de Dados à Arqueologia" teve início em 2010 e é fruto de uma parceria entre o Laboratório de Arqueologia da Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas (Fafich) da UFMG e o Instituto Histórico Israelita Mineiro. Ele tem como um de seus objetivos rastrear a trajetória de judeus que migraram para Minas naquele período, por estarem sendo perseguidos pela Inquisição. A partir daí, os pesquisadores pretendem localizar no território do Estado os locais onde essas pessoas se fixaram e buscar por sítios arqueológicos remanescentes daqueles assentamentos.
A primeira fase do projeto resultou na criação de um banco de dados que deverá permitir a localização dos sítios que serão objeto de pesquisa.
Na justificativa do requerimento, Almir Paraca afirma que a reunião será uma oportunidade de apresentar à sociedade informações sobre o povoamento de freguesias, vilas, arraiais e distritos que se tornaram, ao longo da história, os municípios mineiros. Na opinião do deputado, o resgate da memória dessas localidades poderá contribuir para o entendimento e a solução de problemas atuais.
Convidados - Receberam convite para participar da audiência pública o coordenador do Programa de Pós-Graduação em Antropologia da Fafich, Carlos Magno Guimarães, e o presidente do Instituto Histórico Israelita Mineiro, Jacques Ernest Levy.

Mais de 50 alunos concluem Curso de Libras em

Mais de 50 alunos concluem Curso de Libras em Varginha
Iniciativa do Codeva e prefeitura teve formatura nesta segunda-feira (23)


O Conselho Municipal de Defesa dos Direitos da Pessoa com Deficiência (CODEVA), em parceria com a Prefeitura de Varginha e a Pastoral dos Surdos, realizou a formatura do 3º Curso de Libras nesta segunda-feira (23) no auditório da Policlínica Central. Depois de nove meses de aulas com os professores Lindolfo Borges e Célia Ricardino Moreira, os formandos receberam o certificado entregue pelo prefeito Eduardo Carvalho “Corujinha” e o vereador Rogério Bueno.
“O aluno que aprende libras passa por um processo de aprendizagem de uma nova língua e para diminuir o preconceito em relação a qualquer tipo de deficiência é necessária a divulgação dessa e de outras informações relevantes para facilitar a inclusão destas pessoas em todos os meios sociais”, afirmou a coordenadora do curso, Célia Moreira.
Esta é a terceira turma do Curso de Libras que começou em 2009 com a formatura de 28 pessoas. Um ano depois, a segunda turma havia 40 formandos e, nesta terça-feira, 52 alunos receberam o certificado. “Esta é a verdadeira inclusão, pois há o ensinamento e este é divulgado e difundido na comunidade”, completou o presidente do Codeva, Luiz Carlos Bruziguessi.
“É muito bom termos essa noção de comunicação. Na minha profissão de professora é essencial esta preparação para recebermos alunos que apresentam algum tipo de deficiência”, disse a aluna Eliana Luiz. O administrador e atendente João Gonçalves Pereira explicou que o curso é um diferencial. “Eu trabalho diretamente com o público. É bom estar preparado, pois caso algum atendido necessite tenho como auxiliar”, apontou o formando.
Na próxima segunda-feira (30) mais 60 alunos iniciarão as aulas do 4º Curso de Libras. As aulas acontecem no auditório da Policlínica Central e a formatura será realizada no mês de dezembro. Segundo o prefeito Eduardo Carvalho “Corujinha”, a parceria com o CODEVA é contínua e o trabalho voltado para a inclusão é multiplicador. “O interesse na participação das atividades do CODEVA mostra a importância dos cursos e eventos voltados para inclusão. Em menos de três anos estão formados 120 alunos”, concluiu o prefeito.

segunda-feira, 23 de maio de 2011

Theatro Municipa Capitólio- Varginha - MG

Concurso de Qualidade dos Cafés de Minas abre inscrições no dia 1º de junho

 
 
A Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado de Minas Gerais (Emater-MG) abre no dia 1º de junho as inscrições para o VIII Concurso de Qualidade dos Cafés de Minas. A entrega de amostras pode ser feita pelos cafeicultores em todos os escritórios da Emater-MG até 6 de setembro. Serão aceitos exclusivamente cafés da espécie arábica, colhidos em todas as regiões do Estado, na safra 2010/2011.
 
O lote para a participação no concurso deve ter 10 sacas de 60 quilos e as amostras correspondentes a cada um, dois quilos. De acordo com o regulamento, é exigido ainda que os grãos sejam pelo menos de tipo 2, passados em peneira 16, com no máximo 5% de vazamento. “Ou seja, os cafés que participam do concurso estarão prontos para a exportação”, afirma o coordenador da Emater-MG, Marcos Fabri Junior. Cada produtor pode concorrer em duas categorias: café cereja natural e café descascado ou desmucilado.
Os cafés inscritos passarão por diversas avaliações, até novembro, quando devem ser anunciados os resultados. “Primeiro será feita uma análise física, em que serão observados o tipo dos grãos, a umidade e a coloração. Em seguida, é feita a análise sensorial, com a prova de xícara, em que os avaliadores vão classificar os concorrentes de acordo com as qualidades da bebida pronta. Em outra etapa, já com uma amostra maior, de cinco quilos, retirada dos lotes reservados, são feitas uma sessão de prova física e outras duas de degustação”, explica Fabri, da Emater-MG.
Mais do que prêmios, os participantes do concurso estadual de qualidade de Minas Gerais, realizado desde 2004, buscam o reconhecimento de que produzem cafés de qualidade superior. “Este concurso de café tem um enfoque diferenciado. Nosso principal objetivo não é estimular a competição. O caráter é mais educativo. As amostras serão analisadas e os resultados serão detalhados em laudos, a serem entregues para os extensionistas da Emater-MG responsáveis pelas inscrições. Então, produtor e técnico terão condições de discutir, juntos, quais as possibilidades existentes, dentro das tecnologias preconizadas para a produção de bons cafés, para que o produtor possa melhorar continuamente essa qualidade. Ou seja, o concurso é um trabalho de melhoria contínua dos cafés de Minas Gerais”, ressalta o coordenador Marcos Fabri Junior.

Ele ressalta outro diferencial: como o lote único é de 10 sacas, qualquer tipo de produtor, seja agricultor familiar ou empresário, pode participar, em condições de igualdade. E, se for vencedor, o lote poderá ser adquirido por um valor muito superior ao de mercado. “No último concurso, em 2010, o café campeão foi vendido a R$ 8,1 mil a saca, enquanto o preço de mercado estava em R$ 380. Então, o produtor obteve mais de 20 vezes o valor de mercado”, lembra o coordenador da Emater-MG.
 
O VIII Concurso Estadual de Qualidade dos Cafés de Minas Gerais é realizado pelo Governo do Estado, por meio da Emater-MG, empresa vinculada à Secretaria de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento. A iniciativa tem parceria de diversas instituições, como Universidade Federal de Lavras, Instituto Mineiro de Agropecuária (IMA), Empresa de Pesquisa Agropecuária de Minas Gerais (Epamig), Organização das Cooperativas de Minas Gerais (Ocemg), Federação de Agricultura (Faemg), Federação dos Trabalhadores na Agricultura (Fetaemg) Centro de Excelência do Café, Polo de Excelência do Café e Instituto Federal de Ensino e Tecnologia de Machado.
 
Mais informações sobre o regulamento do concurso: (35) 3821-0020.
 

Deputados querem revisão de demissões na Imbel de Itajubá

Deputados querem revisão de demissões na Imbel de Itajubá



Evento:Comissões de Direitos Humanos e do Trabalho, da Previdência e da Ação Social debatem as consequências para Ouro Preto, em especial para seus trabalhadores, em decorrência das mudanças ocorridas da unidade da fábrica Novélis, nesse município
Local:Salão de Chá - Palácio da Inconfidência - ALMG - Rua Rodrigues Caldas, nº 30 - Bairro Santo Agostinho - Belo Horizonte
Pessoas:Público
Data:23 /05 /2011
Fotógrafo:Ricardo Barbosa
Origem:ALMG
As comissões de Direitos Humanos e do Trabalho, da Previdência e da Ação Social da Assembleia Legislativa de Minas Gerais vão pedir que o Tribunal de Contas da União (TCU) reconsidere a demissão de 37 funcionários da Indústria de Material Bélico do Brasil (Imbel) de Itajubá (Sul de Minas). Requerimento com a solicitação foi aprovado pelas comissões, que realizaram audiência pública, na tarde desta segunda-feira (23/5/11), para ouvir as reivindicações dos trabalhadores da fábrica, que acompanharam o debate no auditório da ALMG.
O diretor do Sindicato dos Metalúrgicos de Itajubá, Florival Alves de Oliveira, relatou que mais de cem trabalhadores foram demitidos da empresa este ano e cerca de 37 ainda não foram indenizados. De acordo com Florival, as demissões se deveram à reestruturação feita pelo Governo Federal, que cortou verbas destinadas à Imbel. Dentre os demitidos estariam funcionários com mais de 20 anos de serviço e outros próximos à data de aposentadoria. Atualmente, a empresa conta com 834 funcionários; em 2009, eram 1.200.
O diretor industrial da Imbel, coronel do Exército Alte Saturno Evangelista Zylberberg, explicou que os 37 funcionários ainda não receberam indenização pela demissão porque o caso está sendo analisado pelo Tribunal de Contas da União (TCU). Segundo o diretor, as demissões foram decididas pelo Governo Federal em 1995 e incluem as cinco unidades no País. Os trabalhadores continuavam na fábrica por força de liminar. "Como o tribunal considerava o contrato desses funcionários nulo, não houve o pagamento de indenizações", destacou Alte Saturno. Ele justificou, também, que o governo controla a concessão de aumentos e benefícios para a Imbel porque a fábrica é considerada deficitária, ou seja, produz apenas para cobrir os custos e não gera lucro.

Hospital Bom Pastor oferece novo tratamento contra o câncer

Hospital Bom Pastor oferece novo tratamento contra o câncer
Referência no Estado, HBP realizará tratamento de braquiterapia pelo SUS-Sistema Único de Saúde

O serviço de braquiterapia do Centro de Oncologia Dr. Alfredo Peixoto de Cavalcanti da Fundação Hospitalar do Município de Varginha (Fhomuv) / Hospital Bom Pastor (HBP) foi inaugurado nesta terça-feira (17) pelo prefeito de Varginha Eduardo Carvalho “Corujinha”. O Hospital Bom Pastor é o segundo maior em Minas Gerais no número de consultas realizadas anualmente e é referência no tratamento de câncer para cerca de 170 municípios.
O Centro de Oncologia Dr. Alfredo Peixoto de Cavalcanti realiza aproximadamente dois mil atendimentos mensais no tratamento contra o câncer. O novo tratamento atenderá pelo Sistema Único de Saúde (SUS) especificamente pacientes com tumores ginecológicos, com aplicação de doses maiores e em intervalos de tempo menores. A implantação do novo tratamento contra o câncer teve o investimento total de R$ 1.018.876,40. Para compra do aparelho de braquiterapia, raio x, sistemas multilife e colimação foram investidos R$ 927.525,00 do governo federal, e outros R$ 91.351,40 de recursos municipais para realização de obras de reforma nas salas de atendimento e comando e ainda para a aquisição de mobiliário. O serviço de braquiterapia possui área construída de 62,44m².
Com a prioridade em políticas públicas que visão melhorias na área da saúde em todo o município, o prefeito Eduardo Carvalho “Corujinha” destacou obras realizadas e em andamento como a construção da Unidade do Pronto Atendimento (UPA) no bairro Padre Vítor, Casa da Gestante e Puérpera, criação de cinco novas equipes e construção da sede do Programa Saúde da Família (PSF) no bairro Corcetti, além da construção da nova sede da Secretaria Municipal de Saúde. “Para nós é orgulho sermos referência para os cidadãos varginhenses e de todo o sul de Minas no atendimento em saúde. Como médico e agente político tenho o compromisso de ampliar a oferta e oferecer qualidade em nossos serviços” afirma o prefeito.
Pensamos a saúde em sua totalidade e, principalmente, na prevenção. Por isso, através do esporte queremos melhorar a qualidade de vida e bem estar do cidadão. Com obras como a que hoje inauguramos, queremos otimizar o atendimento ao paciente oferecendo conforto e atendimento humanizado” acrescenta Eduardo Carvalho.
Há 16 anos, o Centro de Oncologia Dr. Alfredo Peixoto Cavalcanti atende Varginha e região. Em 2009, foram inauguradas novas obras como, por exemplo, as reformas nos ambulatórios de atendimentos do centro de oncologia, sala para atendimento bucomaxilo, ampliação e reforma dos quartos para internação de pacientes pediátricos para tratamento oncológico, brinquedoteca e o aparelho acelerador linear, uma inovação no tratamento de radioterapia.
O Hospital Bom Pastor desde o início da atual administração passa por reestruturação com objetivo de atender bem e excelência as pessoas que procuram aqui atendimento. Como hospital municipal tem a atenção desmedida do prefeito “Corujinha”, ressalta o diretor do Hospital Bom Pastor, Aniel Braga Filho.
O médico radio oncologista responsável técnico da radioterapia do Centro de Oncologia do Hospital Bom Pastor, João Herivelton Silva, esclarece que a braquiterapia oferecerá aos pacientes menos efeitos colaterais e a comodidade da realização do tratamento próximo à família, sem expor a equipe de atendimento clínico à radiação.
UNIDADE DE ALIMENTAÇÃO E NUTRIAÇÃO DO HBP
A diretoria do Hospital Bom Pastor juntamente com o prefeito de Varginha inauguraram a nova Unidade de Alimentação e Nutrição (UAN) com área de 500,83 m². A obra recebeu investimentos da ordem de cerca de R$ 1,5 milhão de verbas vinda do governo de Minas Gerais pelo PRO-HOSP e recursos da Prefeitura de Varginha. A nova UAN beneficiará mensalmente mais de mil usuários.
HOMENAGEM
A administração municipal, através da diretoria e servidores públicos do HBP, homenageou o ex-prefeito Mauro Tadeu Teixeira falecido no ano passado. O prefeito Eduardo Carvalho “Corujinha”, acompanhado de Geisa Gomes Teixeira, esposa do ex-prefeito, do secretário municipal de Saúde, Fausto Geraldeli Carvalho, do diretor geral do HBP, Aniel Pereira Braga Filho, e do diretor administrativo do HBP, Paulo Vítor Marques, descerraram a placa que destaca o trabalho realizado por Mauro Teixeira na área da saúde de 2001 a 2008 na administração municipal.

VISÃO DE ADULTO... VISÃO DE CRIANÇA...

     
Éramos a única família no restaurante com uma criança.

Eu coloquei Daniel numa cadeira para crianças e notei que todos estavam tranqüilos,  comendo e conversando.

De repente, Daniel gritou animado, dizendo: 'Olá, amigo!', batendo na mesa com suas mãozinhas gordas.

Seus olhos estavam bem abertos pela admiração e sua boca  mostrava a falta de dentes.

Com muita satisfação, ele ria, se retorcendo.

Eu olhei em Volta e vi a razão de seu contentamento.

Era um homem andrajoso, com um casaco jogado nos ombros, sujo, engordurado e rasgado.

Suas calças eram trapos com as costuras abertas até a metade, e seus dedos apareciam através do que foram, um dia, os sapatos.

Sua camisa estava suja e seu cabelo não havia sido penteado por muito tempo.

Seu nariz tinha tantas veias que parecia um mapa.

Estávamos um pouco longe dele para sentir seu cheiro, mas asseguro que cheirava mal.

Suas mãos começaram a se mexer para saudar.

'Olá, neném. Como está você?', disse o homem a Daniel.

Minha esposa e eu nos olhamos:

'Que faremos?'.

Daniel continuou rindo e respondeu, 'Olá, olá,amigo'.
Todos no restaurante nos olharam e logo se viraram para o mendigo.

O velho sujo estava incomodando nosso lindo filho.

Trouxeram a comida e o homem começou a falar com o nosso filho como um bebê.

Ninguém acreditava que o que o homem estava fazendo era simpático.

Obviamente, ele estava bêbado.

Minha esposa e eu estávamos envergonhados.

Comemos em silêncio; menos Daniel que estava super inquieto e mostrando todo o seu repertório ao desconhecido, a quem conquistava com suas criancices.

Finalmente, terminamos de comer e nos dirigimos à porta.

Minha esposa foi pagar a conta e eu lhe disse que nos encontraríamos  no Estacionamento.

O velho se encontrava muito perto da porta de saída.

'Deus meu, ajuda-me a sair daqui antes que este louco fale com Daniel', disse orando, enquanto caminhava perto do homem.

Estufei um pouco o peito, tratando de sair sem respirar nem um pouco do ar que ele pudesse estar exalando.

Enquanto eu fazia isto, Daniel se voltou rapidamente na direção onde estava o velho e estendeu seus braços na posição de 'carrega-me'.

Antes que eu pudesse impedir, Daniel se jogou dos meus braços para os braços do homem.

Rapidamente, o velho fedorento e o menino consumaram sua relação de amor.

Daniel, num ato de total confiança, amor e submissão, recostou sua cabeça no ombro do desconhecido.

O homem fechou os olhos e pude ver lágrimas correndo por sua face.

Suas velhas e maltratadas mãos, cheias de cicatrizes, dor e trabalho duro, suave, muito suavemente, acariciavam as costas de Daniel.

Nunca dois seres haviam se amado tão profundamente em tão pouco tempo.

Eu me detive, aterrado. O velho homem, com Daniel em seus braços, por um momento abriu seus olhos e olhando diretamente nos meus, me disse com voz forte e segura:

'Cuide deste menino'.

De alguma maneira, com um imenso nó na garganta, eu respondi: 'Assim o farei'.

Ele afastou Daniel de seu peito, lentamente, como se sentisse uma dor.

Peguei meu filho e o velho homem me disse:

'Deus o abençoe, senhor. Você me deu um presente maravilhoso'.

Não pude dizer mais que um entrecortado 'obrigado'.

Com Daniel nos meus braços, caminhei rapidamente até o carro.

Minha esposa perguntava por que eu estava chorando e segurando Daniel tão fortemente, e por que estava dizendo:

'Deus meu, Deus meu, me perdoe'.

Eu acabava de presenciar o amor de Cristo através da inocência de um pequeno menino que não viu pecado, que não fez nenhum juízo; um menino que viu uma alma e uns adultos que viram um montão de roupa suja.

Eu fui um cristão cego  carregando  um menino que não o era.

Eu senti que Deus estava me perguntando:

'Estás disposto a dividir seu filho por um momento?', quando Ele Compartilhou Seu Filho por toda a eternidade.

O velho andrajoso, inconscientemente, me recordou:
Eu asseguro que aquele que não aceite o reino de Deus como um Menino, não entrará nele.' (Lucas 18:17).

Apenas repita esta frase e verá como Deus se move:
'Senhor Jesus Cristo, te amo e te necessito, entre em meu coração, por favor'.

Passe esta mensagem a algumas pessoas especiais.

Não porque você receberá um milagre amanhã.

Mas porque você recebe o milagre todos os dias...

O milagre de estar vivo...

Recebi por e-mail sem nome do autor




Achei lindo E fiquei a pensar na inocência da criança que  transformamos em adultos  como somos e esquecemos da caridade e da amizade por medo .Erramos muito e sentimos a falha sem sabermos como não ter medo .  de doenças , medo do perigo do desconhecido.
 MEDO DE QUEM AMAMOS SER FERIDO.  NA MAIORIA SÃO MACHUCADOS . .
 E mesmo achando lindo eu não deixaria  o bêbedo pegar no colo e  não deixaria ter contato. 
NINGUÉM PODE CONFIAR EM ESTRANHOS
 A vida é complicada


sábado, 21 de maio de 2011

Turismo, sim. Exploração sexual, não

Turismo, sim. Exploração sexual, não
Representantes do MTur e estudantes conscientizaram pedestres e motoristas que trafegavam pela Esplanada dos Ministérios, em Brasília, sobre a importância de se proteger crianças e adolescentes


Brasília, DF (20/05/2011)– “Turismo, sim. Exploração sexual, não. O Ministério do Turismo está comprometido com a garantia dos direitos das crianças e jovens e convida toda a cadeia turística a fazer o mesmo.” Essa foi a mensagem que a secretária Nacional de Políticas de Turismo, Bel Mesquita, deixou na quarta-feira (19), durante o encerramento da mobilização pelo Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual.
Os motoristas que passaram pela Esplanada dos Ministérios, no final da tarde, foram surpreendidos por uma revoada de balões e mensagens de incentivo às denúncias contra a exploração e o abuso sexual de crianças e adolescentes, pelo Disque 100. Além disso, mais de mil crianças de todo o DF estiveram em frente à Catedral para pedir pela proteção dos jovens de todo o país.
Durante a tarde, representantes do MTur e cerca de 80 alunos de cursos de Turismo da Universidade de Brasília (UnB) e da Faculdade de Ciências Sociais e Tecnológicas (Facitec) entregaram panfletos e adesivos de sensibilização aos motoristas e pedestres, que passaram pela Esplanada dos Ministérios, pedindo o fim da exploração. No total, cerca de 4 mil pessoas receberam o material.
As estudantes Vanessa dos Santos e Nathália Corrêa, de 17 e 18 anos, alunas do primeiro semestre de Turismo da UnB, eram voluntárias e participaram da mobilização. “Tem muita gente viajando pelo Brasil inteiro e não sabe que a exploração é crime. Por isso, precisamos divulgar o Disque 100. É muito importante que ninguém aceite esse crime”, afirmou Nathália.
Turismo e Infância O Ministério do Turismo tem um programa permanente de enfrentamento à exploração, o TSI – Turismo Sustentável e Infância. O objetivo é sensibilizar os profissionais que integram a cadeia produtiva e a denunciarem os casos e ajudarem a coibir essa prática criminosa nos equipamentos turísticos.
Por meio das ações do TSI, mais de 100 mil trabalhadores do setor turístico já foram sensibilizados. Além disso, o programa oferece, desde 2008, cursos de capacitação profissional para jovens em situação de vulnerabilidade social. No total, cerca de 2 mil já foram beneficiados. 
Outra iniciativa do programa é o Projeto de Prevenção à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes no Turismo, que tem foco na Copa de 2014. Em 2010, o projeto já formou mais de 390 multiplicadores, nas 12 cidades-sede.


ASCOM

quinta-feira, 19 de maio de 2011

Bye bye Vasinhos

Bye bye Vasinhos
Aproveite o inverno para deixar as pernas sem marcas com o lançamento da LMG Lasers

Vasinhos não escolhem idade, sexo ou raça. E quando aparecem, a vontade de usar saias, shorts ou bermudas fica para trás. Esqueça este problema! A LMG Lasers acaba de trazer ao Brasil o Quanta Plus que pode remover os vasos em até 100%.

Causados por dilatação das pequenas veias, os vasinhos não causam graves problemas na circulação, mas acarretam sensação de cansaço e peso nas pernas, além dos danos estéticos. Para eliminar tanto incomodo, o Quanta plus é o aparelho especial para este tipo de tratamento. São dois 2 lasers de uso vascular. O 532 que trata vasos muito fininhos e o 1064 que atua nos mais calibrosos. Ambos interagem com a hemoglobina contida no interior dos vasos, causando uma absorção de dentro para fora resultando em sua remoção.

O equipamento é o que existe de mais eficaz para este fim. Na maioria dos casos, a excelência é de 100%, porém em pacientes que tenham uma patologia interna associada como o aumento de pressão no sistema venoso profundo, ou deficiência valvular, esta proporção pode diminuir. O tratamento pode ser utilizado em qualquer parte do corpo como face, colo e membros inferiores e, com somente 2 a 3 sessões, o paciente pode ter a remoção total dos vasinhos.

Mas será que os vasinhos podem voltar? “Dificilmente voltam, no entanto, se o paciente não cessar os fatores predisponentes podem aparecer outros.”, afirma o dermatologista Dr. Abdo Salomão Jr. “È justamente por isso que se recomendam hábitos de vida saudáveis do ponto de vista vascular. Evite ficar mais que 2 horas parado em pé e, para quem trabalha desta maneira, faça uma ginástica com a panturilha mesmo sem deambular. Use meias elásticas caso tenha problemas de circulação ou casos raros uso de venotônicos.”, conclui o especialista.

Mas antenção! O procedimento é contra indicado para peles bronzeadas, quem sofre de quelóides e distúrbios da coagulação sanguínea. Não fique de fora! Aproveite o inverno para arrasar no verão!

Sobre o Quanta Plus

O Quanta Plus foi desenvolvido para desempenhar uma vasta gama de tratamentos dermatológicos e estéticos que utilizam apenas um sistema. As indicações clinicas do equipamento são: depilação definitiva, tratamentos vasculares faciais e membros inferiores, acne, psoríase , rosácea, estrias novas e antigas e na remoção de manchas solares e vinho do porto, rejuvenescimento , sardas, hipercromias pós inflamatórias e dermatite ocre.

O aparelho já pode ser encontrado nas melhores Clínicas Estéticas do Brasil.

Mais sobre a LMG - Laser Medical Group no site http://www.lmglasers.com.br/

Equipes do PSF estarão na unidade de saúde dos Pinheiros

Equipes do PSF estarão na unidade de saúde dos Pinheiros
Local continua com a unidade e ainda terá duas equipes do PSF

O prefeito Eduardo Carvalho “Corujinha” apresentou mais duas equipes do Programa Saúde da Família (PSF) que começam a atuar no início do próximo mês em Varginha. O encontro com os profissionais e a comunidade dos bairros São Geraldo, Pinheiros e Boa Vista foi realizado nesta quarta-feira (18) na Escola Municipal São José.
Através do prefeito “Corujinha” e o secretário municipal de Saúde, Fausto Geraldeli Carvalho, os moradores dos bairros onde o PSF vai atuar conheceram os profissionais e como funcionará o atendimento. “É bom deixar claro que a Unidade de Atenção Primária à Saúde, popularmente chamada de policlínica dos Pinheiros, não vai deixar de existir. Como o espaço é grande, as duas equipes do PSF ficarão instaladas no mesmo espaço atendendo um número maior de pessoas”, explicou o secretário.
As duas equipes apresentadas à população receberam os nomes de PSF Pinheiros, atendendo os bairros Pinheiros, Boa Vista e parte da zona rural, e PSF Girassóis, responsável pelo bairro São Geraldo. Cada unidade ficará envolvida com até 4 mil pessoas da comunidade.

PSF
O Programa Saúde da Família (PSF) do Ministério da Saúde tem como objetivo oferecer atenção básica à comunidade, visando a promoção da saúde, prevenção de doenças e reabilitação. A equipe do PSF é composta por um médico generalista que atende a todas as faixas etárias, um enfermeiro, um técnico de enfermagem, um dentista, um auxiliar de dentista e seis agentes de saúde. Estes fazem o acompanhamento em visita domiciliar juntamente com a equipe em casos específicos.
Novos PSF's
A Prefeitura de Varginha vai iniciar os trabalhos de novas cinco unidades do Programa Saúde da Família (PSF) para o atendimento de cerca de 20 mil cidadãos. As sedes se localizam nos bairros Parque Rinaldi I, Jardim Áurea, Corcetti e Pinheiros (com duas equipes). As novas sedes do Programa Saúde da Família começam a funcionar no final deste mês. Com os novos PSF´s, a cidade de Varginha passará a ter 18 unidades do programa envolvendo mais de 70 mil pessoas atendidas.
“O trabalho preventivo é uma preocupação constante de toda a equipe de saúde de Varginha. Até o final do ano, novas unidades do PSF serão criadas em locais estratégicos da cidade”, concluiu o prefeito Eduardo Carvalho “Corujinha”.